segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Uber, Airbnb, Tesla: quem avisa, inimigo é

Abaixo, fragmentos de uma entrevista concedida pelo alto executivo da Mercedes Benz, Daimler Benz, publicada em “ProviderSolutions”, em 16/07:

- Softwares vão quebrar a maioria das indústrias tradicionais nos próximos cinco a dez anos.

- A Uber não possui carros, mas é a maior empresa de táxi do mundo.

- A Airbnb é agora a maior empresa hoteleira do mundo, sem possuir quaisquer propriedades.

Mas o exemplo envolvendo carros autônomos é o mais ilustrativo. Segundo Benz:

- Você não vai querer ter um carro mais. Você vai chamar um carro com o seu telefone, ele vai aparecer no seu local e levá-lo ao seu destino. Você não vai precisar estacioná-lo. Só pagará pela distância percorrida e pode começar a trabalhar durante o trajeto. Nossos filhos nunca irão ter uma carteira de motorista, nem um carro.

- A maioria das companhias de carro provavelmente vai falir. Companhias de carro tradicionais tentam a abordagem evolutiva e apenas construir um carro melhor. As empresas de tecnologia (Tesla, Apple, Google) constroem um computador sobre rodas. Muitos engenheiros da Volkswagen e Audi estão completamente aterrorizados pela Tesla.

- As companhias de seguros terão dificuldade enorme porque sem acidentes, o seguro vai se tornar 100 vezes mais barato. Seguros para automóveis vão desaparecer.

Muitas das previsões de Benz apontam para projeções otimistas demais para a sociedade e o planeta. Mas servem como abordagem indireta sobre os grandes estragos que a chamada Quarta Revolução Industrial pode causar entre os trabalhadores.

Benz deu suas dicas. A esquerda parece não se dar conta. No caso, quem avisa inimigo é.

Leia também: A grande extinção de empregos e o abismo

Nenhum comentário:

Postar um comentário