quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Contra as serpentes golpistas que Lula ajudou a criar

Ontem, várias personalidades lançaram o “Manifesto em Defesa da Democracia” em ato público, em São Paulo. O alvo é o governo Lula e seus ataques à atuação da imprensa nas eleições. Alguns dos presentes chegaram a comparar o presidente ao ditador italiano Mussolini. Alegam que Lula tenta impedir a livre expressão.

Alguns dos que assinaram o manifesto são figuras respeitáveis da luta por democracia. Mas estão completamente enganados.

Lula tem toda razão em suas declarações sobre a grande mídia. Os empresários da comunicação vêm atuando como partido político. Usam seus poderes de monopólio para tentar impedir a vitória da candidatura petista. Tentam acionar todo tipo de preconceito contra os movimentos sociais, as lutas de resistência, os pobres em geral.

No entanto, o próprio Lula vem mantendo e fortalecendo as condições para que manobras golpistas como estas aconteçam. Em momento algum assumiu a luta pela democratização das comunicações. Ao contrário, abrigou em seu governo porta-vozes assumidos das corporações da mídia.

Lula acha que pode manter um pé em cada canoa. Apoiar-se tanto nos movimentos sociais, como nos empresários. Mesmo que Lula sobreviva a essa acrobacia toda, o risco maior é para os lutadores em geral.

Parece que a lição mais importante dos golpes de 64 foi esquecida. Os movimentos sociais e organizações populares devem dar combate decidido ao golpismo da direita. Mas manter distância de um governo que vem criando serpentes dentro de casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário